<$BlogRSDUrl$>
.

HitdaBreakz

1/17/2007

Finger Magazine


Finger Magazine

A começar no período entre revistas – meio ano entre cada uma - e a acabar no conteúdo – um compêndio de q&a rápidas para tentar perceber quais são os interesses dos entrevistados - a Finger Magazine propões escolhas diferentes daquelas que esperamos habitualmente das revistas que compramos num quiosque. Com pequenas entrevistas a servirem de prato principal, a liberdade das perguntas feitas na revista faz dela um divertido compêndio de gostos pessoais, já que é nas respostas que o sumo da revista se encontra, com a música a ganhar um destaque grande. É nas respostas que encontramos álbuns clássicos e pérolas a descobrir, dadas a conhecer pelos entrevistados em resposta a perguntas como “qual a música que escolherias para assaltar um banco?” (a que Emperor Machine responde “Heaven 17 – We don’t need this fascist groove thing” explicando que o lembra de quando era jovem e podia fazer o que queria) ou “quais os seus músicos favoritos que conhece pessoalmente?”, pergunta feita a Manuel Goettsching. Outros artistas que responderam às perguntas a “dedo” - James Murphy, Uwe Schmidt, Erol Alkan, Leon Ware, Vetiver, George Duke ou Mavis Staples.

Como não podia ser de outra maneira quando se fala com músicos, cada resposta inclui um tema, um álbum ou um artista, pistas para perceber melhor os gostos de gente que conhecemos apenas na faceta de músicos. No fundo, uma visão para aquilo que são os gostos musicais de cada um dos entrevistados. Mas, mais do que isso, pistas para nós chegarmos a temas, uns conhecidos, outros nem por isso, por um ângulo completamente diferente.

Apesar de ser a música aquilo que nos faz mover atrás da revista, a verdade é que a Finger Magazine envolve, em cada edição, personalidades de outras áreas como a literatura, política, porno, publicidade, comércio e arte.

Podem encontrar e encomendar a revista online em www.fingermag.com.

O preço dos número 1 e 2 é de 13 euros, já com portes para Portugal. O número 2 está prestes a sair e a encomenda vem com um promocd da Relish, a editora de Headman.

E parabéns, Adrian, pela revista!